quarta-feira, 9 de março de 2011

DEUSES PAGÃOS E ÍDOLOS NA BÍBLIA



Adrameleque e Anameleque
Deuses do povo de Sefarvaim (2Rs 17.31).

Amom
Deus de Tebas (Jr 46.25).
Tebas, capital do alto Egito; e Amom era o principal deus da cidade.

Aserá
Deusa da fertilidade, adorada pelos fenícios e pelos sírios, juntamente com Baal, o seu companheiro (Is 27.9).
Na NTLH este nome é traduzido por Poste-ídolo (ver Êx 34.13; Dt 16.21; Jz 3.7; 6.25-28).

Asima
Deus do povo de Hamate (2Rs 17.30).

Astarote
Deusa da fertilidade e da guerra, adorada por vários povos (ver Jz 2.13; 1Sm 7.3; 1Rs 11.5; 2Rs 23.13); conhecida também pelos nomes de Astarte e Astorete.

Baal
Deus da fertilidade, adorado pelos cananeus (1Rs 18.1-40; Jr 7.9; 11.3), junto com a deusa Aserá. A palavra “baal” quer dizer “senhor”. Às vezes o nome Baal era seguido pelo nome da cidade ou região onde era adorado: ver Baal-Peor (Nm 25.5); Baal-Zefom (Êx 14.2; Nm 33.7). Ver também Baal-Berite, “Senhor da Aliança” (Jz 8.33; 9.4,46) e Baal-Zebube, “Senhor das Moscas” (2Rs 1.1-16).

Bel
Deus dos babilônios (Is 46.1; Jr 51.44). A palavra “bel” quer dizer “senhor”. Esse deus era conhecido também pelo nome de Bel-Marduque (Jr 50.2).

Dagom
Deus dos filisteus (Jz 16.23; 1Sm 5.1-4).

Diana
Deusa da fertilidade, adorada por muitos povos; era conhecida também pelo nome de
Artemisa (At 19.23-40).

Gade
A deusa cananéia da sorte, adorada junto com o deus Meni (Is 65.11).

Hadade-Rimom
O deus dos sírios (Zc 12.11), chamado também de Rimom (ver 2Rs 5.18).

Júpiter
Deus supremo dos romanos (At 14.11-12); o mesmo que Zeus, o deus dos gregos.

Meni
O deus cananeu do destino, adorado junto com a deusa Gade (Is 65.11).

Mercúrio
O mensageiro dos deuses, no panteão romano (At 14.11-12).

Moloque
O deus dos amonitas (1Rs 11.7; 2Rs 23.13; At 7.43).

Nebo
Deus dos babilônios (Is 46.1).

Nergal
Deus do povo de Cuta (2Rs 17.30).

Neustã
A cobra de bronze, feita por Moisés (Nm 21.4-9), em cuja honra o povo de Israel queimava incenso (2Rs 18.4).

Nibaz
Deus do povo de Iva (2Rs 17.31).

Nisroque
Deus dos assírios (2Rs 19.37; Is 37.38).

Poste-ídolo
Ver Aserá. Os postes-ídolos eram imagens da deusa Aserá, a deusa-mãe da religião cananéia.
Termo que também designa as colunas sagradas colocadas nos lugares de culto (cf. Dt 16.21; 2Rs 17.10) que trata-se de pedras levantadas em honra a deuses pagãos. No Antigo Oriente, as colunas ou pedras comemorativas muitas vezes serviam como memorial de algum fato importante, como uma vitória militar, uma aliança ou uma manifestação divina (cf. Gn 31.45-54). Mais tarde, a legislação deuteronômica ordenou que se destruíssem as pedras comemorativas que estavam vinculadas a práticas religiosas cananéias (cf. Dt 7.5; 12.3; 16.22).

Quemos
Deus dos moabitas (Nm 21.29; 1Rs 11.7; 2Rs 23.13).

Quium
Deus dos assírios (Am 5.26); em At 7.43 Quium recebe o nome Raifã.

Raifã
Senhor do planeta Saturno (At 7.43); ver Quium.

Rimom
Deus dos sírios (2Rs 5.18).

Sicute
Deus dos assírios (Am 5.26).

Sucote-Benote
Deus dos babilônios (2Rs 17.30).

Tamuz
Deus da vegetação, adorado pelos babilônios. De acordo com a crença popular, esse deus morria cada ano e depois voltava a viver (Ez 8.14).

Tartaque
Deus do povo de Iva (2Rs 17.31).

Um comentário: